O educador

Por que os professores faltam tanto?

Imprimir

A mesa foi coordenada por Aparecida Neri Souza, professora da Faculdade de Educação da Unicamp. Ela destacou como elemento comum das falas iniciais dos debatedores o destaque ao mal-estar na profissão docente, tratado como fenômeno social. “Há uma desvalorização da carreira, simultânea às mudanças nas exigências profissionais, com situações de violência e de indisciplina, por exemplo”, afirmou.

Neri destacou os efeitos negativos da profissão, sentimentos como angústias, alienação, ansiedade, banalização do mal e postura desumanizada diante das condições de vida que passam pelos olhos do professorado em sala de aula. “Nesse contexto, o absenteísmo surge como estratégia de defesa, assim como a remoção, evasão e desvio de função”. Para Neri, o professor é movido pela crença de que a educação transforma e “a impossibilidade disso, o descompasso entre expectativas e possibilidade de alcançá-las provoca estresse laboral”.

Última atualização em Ter, 22 de Setembro de 2015 16:42 Leia mais...
 

Professores do Brasil: pesquisa da UNESCO disponível para baixar

Imprimir

Professores do Brasil: pesquisa da UNESCO disponível para baixar

Professores do Brasil: impasses e desafios

Coordenadoras: Gatti, Bernadete A.; Barretto, Elba siqueira de Sá

Resumo: "A UNESCO, em sua missão de cooperar com a política educacional dos governos, com o apoio do Ministério da Educação, concebeu um projeto para o desenvolvimento de amplo estudo sobre a formação inicial e continuada e a carreira dos professores no Brasil. O intuito deste estudo foi de oferecer às diversas instâncias da administração educacional do país um exame crítico do quadro vigente, seguido de orientações e recomendações, para servir de subsídio para uma efetiva valorização dos professores. A fase atual da educação brasileira não é mais de denúncia de seus maus resultados, mas o delineamento de soluções possíveis e necessárias. Por isso, as pesquisadoras da Fundação Carlos Chagas, Bernadete Gatti e Elba de Sá Barreto, que coordenaram o estudo, publicam este documento, pelo qual a UNESCO disponibiliza a todos que possuem responsabilidade na formulação da política educacional."

 

Última atualização em Dom, 27 de Junho de 2010 14:17 Leia mais...
 

Alguns tipos clássicos de professor

Imprimir

Não pude escrever algo sobre o dia dos professores - estava fechando notas... Mas encontrei estas interessantes definições no twitter de @LoouisFelipe.

Ele descreve de maneira simples e sincera as diferentes formas de se exercer a profissão docente - do ponto de vista dos alunos. Juntei as definições abaixo, sob o título:

Tipos de professor que todos conhecem

  • Todo curso tem que ter um professor chato. Ninguém gosta dele. Normalmente é o cara que no final todo mundo tem que admitir que aprendeu muito com ele.
  • Tem professor que o cara é simplesmente um artista. Dá aula como se estivesse representando uma peça de Shakespeare;
Última atualização em Sex, 16 de Outubro de 2009 11:57 Leia mais...
 

Qual é o papel do professor na era da internet?

Imprimir

Qual é o papel do professor na era da internet?

Um computador pessoal com acesso a internet é o símbolo da revolução na estrutura e distribuiçao dos saberes entre os homens.

O difícil agora não é chegar até o conhecimento. É reconhecê-lo, distinguir a informação no meio de todos os ruídos que brilham diante de nossos olhos. Apenas ignorar o brilho já é difícil. Outro obstáculo é o tempo. Não é fácil penetrar fundo no conhecimento, silenciando sua própria voz, esperando, trabalhando, sem pressa. Como ler um longo livro pelo prazer de sentir sua alma sendo modificada. Isso requer tempo, esforço.

Na internet há muitas respostas. Talvez isto signifique que o professor deva se aprimorar na arte de fazer perguntas (como Sócrates nos diálogos de Platão). Mas a discussão vai longe...

Última atualização em Sex, 18 de Setembro de 2009 12:39 Leia mais...
 

Para que serve um professor? Texto de Mauricio Mogilnik

Imprimir

Poderíamos dizer que o professor de Biologia é o responsável pela transmissão dos conceitos, princípios e métodos que fazem parte da tradição cultural de sua disciplina. Não haveria maiores problemas se estivéssemos ainda imersos numa tradição cultural oral.

Mas, neste final de século 20, como as informações já estão nos manuais, nos vídeos, nas revistas e nos computadores o professor de Biologia, como transmissor de conhecimentos, é pouco eficiente, senão inútil. Como eu não gosto da idéia de ser inútil, vamos tentar de outra forma.

Última atualização em Ter, 01 de Setembro de 2009 21:17 Leia mais...
 


Página 3 de 5



Para que serve a educação?
 

Selecione uma palavra-chave